A Fenin Fashion São Paulo abre a nossa temporada de eventos de moda, ocupando o Anhembi, a partir de amanhã, domingo, dia 15 até a quarta-feira, dia 18 de janeiro. Para Julio Viana, bravo diretor e organizador da feira, “São Paulo é um importante centro de negócios no Brasil, talvez até da América Latina”.

julio-viana-2

Digo que Julio (foto à direita) é um bravo, porque uma semana depois, a partir do dia 24, abre as portas do Serra Park, para a Fenin Fashion Inverno Gramado, no Rio Grande do Sul. Para demonstrar a mensagem de otimismo, basta avisar que as duas feiras estão com bom número de expositores, alguns participando das duas!

Para quem acompanha a Fenin há algumas décadas, outro sinal de evolução parte dos próprios expositores, que capricharam nas fotos das coleções. Segundo Julio Viana, “eles estão entendendo que o salão é principalmente uma grande vitrine, além de ser local de vendas e ponto de encontro para ampliar a rede de fornecedores e compradores”.

Meu palpite – São Paulo, Gramado…e o Rio de Janeiro, como fica nos planos da Fenin? A prefeitura anterior já havia sondado a hipótese de realizar o evento em um dos belos pavilhões erguidos para as Olimpíadas _ ainda é cedo para saber se a atual gestão vai retomar o tema. Mas apesar de serem locais lindos, para uma feira de intuito comercial, que precisa de acesso fácil e atrações próximas, a área do Porto é a melhor opção. Bem, isto é opinião minha, Iesa Rodrigues. Vamos aguardar.

Algumas atrações da Fenin Fashion Inverno São Paulo:

Para quem aguarda um inverno de verdade, a malharia Jorda mostra lãs sintéticas, fios e tricôs em casacos, calças, saias, túnicas. Um estilo butique que veste desde o P até o GG.

Jaquetas são especialidade da Safira Classic, que cria modelos masculinos e femininos em lã, corino, nylon e camurça. Nas cores, destaque para o azul, vermelho, bege, marrom e verde.

Jeans Monnari

Jeans Monnari

27783

 

Linda coleção da Monnari, com jeans masculinos e femininos inspirados no estilo europeu. As fotos da coleção já adiantam que vale a visita ao espaço da Monnari.

 

 

mochineMochine, uma das marcas que prestigiam as duas Fenins (São Paulo e Gramado) é uma das campeãs de vendas do evento. Amsterdam, cidade considerada o point lançador de tendências do momento, é a inspiração. Muitas peças se prestam a sobreposições, como os casacos longos e os coletes médios e longos. Nas cores, além do preto, muito cinza, tons de terra, vinho e pink.

queen

 

Outro participante importante é a Queens, sempre um espaço cheio de novidades e looks irresistíveis. Victor Wu (foto à direita) sabe das coisas de moda, e está sempre presente nas Fenins. Basta ver o estilo pessoal dele, para entender as ótimas coleções.

 

O jeito grunge e as referências militares estão presentes na Ellabelle, que aposta em quem curte looks arrojados e antenados. Rendas e malhas convivem com tecidos como moletom e o tricô.

raferNa ala masculina, além das linhas vanguardistas da Raffer (olha o Sr. Osmar Mazzotto, o líder da paranaense Raffer, aí à esquerda) dos ternos impecáveis da Apa, a Belfast aposta em 16 modelagens inusitadas, com recortes e mix de texturas. A coleção feminina continua, com 38 modelos.

belfast

Estilo da Belfast, mix de texturas na linha masculina

fenin-smokings

Interessante na Fenin é a oportunidade de tanto encontrar coleções de roupas masculinas mais formais, incluindo até smokings como de ver o streetwear, o casual que as ruas exibem tão bem.

fenin-casual-1

 

 

 

 

O casual, próximo do sucesso do streetwear

Outra faceta muito especial do evento é a atenção aos tamanhos grandes, os plus-sizes e os GG são vistos sob a ótica da moda seguida de perto.

Confira a relação de expositores em: http://www.fenimfeiras.com.br