IMG_6411IMG_6470IMG_6475IMG_6487IMG_6516IMG_6543

Chouchou, fofis

Para invernos calorentos, a coleção de vestidos de estampinha Liberty, boleros com estampas de pintinhos e boots cor-de-rosa é perfeita. Desde que a idade ronde os 20, no máximo – vá lá, pode ser idade mental também. Cordões com medalhão giga, escrito “eu sou rica” traduz bem o espírito irreverente da marca, assim como as meninas DJs que animaram a sala. Em matéria de inverno, tem um toque quentinho: os gorros e toucas peludas, para aquecer a cabeça cool das girls.

Patachou, aiaiai

Por favor, definam o que é elegância. Palavra tão antiga, que chegou a sair de moda, e voltou agora na onda retrô que invadiu as coleções. E Grace Kelly, o que é? Atriz americana, depois princesa de Mônaco, loura gelada de Hitchcock, dita musa da Patachou. Até havia tripés com luzes de cinema na sala, mas acabou aí a referência à elegância da Grace. Será que ela usaria meias pretas 7/8 com um micro vestido vermelho, de faixa preta mal amarrada na cintura? Ou um tracksuit de veludo plush, com capuz? Ok, pode ser uma nova interpretação. Havia looks bonitos, em xadrez preto e cinza, com tera-alfinetes de segurança, como os kilts escoceses. Em compensação, para desanimar de vez, havia também chapéus de tela preta, tipo nada a ver com o resto. O que houve, queridas da Patachou: desvio de styling, desejo de modernidade, linhas cruzadas na comunicação?

IMG_6586IMG_6595IMG_6610

IMG_6617IMG_6627IMG_6649